Erro ao cadastrar: SQLSTATE[23000]: Integrity constraint violation: 1048 Column 'online_ip' cannot be null

Operação Dom Juan Prende Líder Da Quadrilha Em Santa Isabel - Jornal Bom Dia

Operação Dom Juan Prende Líder Da Quadrilha Em Santa Isabel

Operação Dom Juan Prende Líder Da Quadrilha Em Santa Isabel

Nas primeiras horas da manhã de ontem, 4, a Polícia Civil de São Paulo realizou buscas em ao menos, dois bairros de Santa Isabel. De acordo com informações do Departamento de Investigações Sobre Crime Organizado – DEIC, Luana Fernanda Augusta da Silva, uma das líderes da quadrilha foi presa no município. Os policiais, que conversaram com exclusividade com a reportagem do Jornal Bom Dia disseram que fizeram buscas em um imóvel localizado na Avenida Guilherme Alfieri.

“Os policiais prenderam cinco homens de nacionalidade nigeriana e duas brasileiras, lima delas em Santa Isabel”, disse. Em uma das contas bancárias utilizada para movimentar os ganhos obtidos chegou a ter saldo de pouco mais de R$ 1 milhão. As equipes apreenderam pelo menos 10 notebooks com material padrão para desenvolver os golpes. São espécies de roteiros para envolver as vítimas.

A operação realizada no município foi denominada como “Dom Juan”. Trata-se de golpes aplicados contra mulheres por meio de aplicativos e redes sociais. De acordo com os policiais, nigerianos e duas brasileiras eram os responsáveis por aplicar este tipo de golpe. “Eles utilizavam fotos de homens brancos e em sua maioria com olhos azuis e afirmavam que queriam vir para o Brasil e encontrar sua alma gêmea, mas para isso, diziam às vítimas que precisavam de dinheiro. Algumas mulheres caíram no golpe e depositavam a quantia solicitada”, relatou a autoridade à reportagem do Jornal Bom Dia.

De acordo com os policiais, uma das vítimas chegou a vender carro e até casa para conseguir o valor solicitado pelo criminoso, que ludibriava as vítimas por meses até conquistar a confiança da mesma e pedir o dinheiro.  “Teve casos em que uma vítima transferiu 600 mil reais para a conta do criminoso. Só que antes disso, ele ficou em contato com a mulher durante meses, aí quando percebeu que a vítima já havia acreditado no suposto romance, diziam que gostariam de ir ao Brasil para enfim encontra-la. É nessa hora que o dinheiro é solicitado e muitas mulheres acabaram pagando a quantia desejada”, relatou.

Ao todo, a Operação Dom Juan cumpriu 11 mandados de prisão, nove contra nigerianos e duas brasileiras, na capital paulista e região metropolitana. Até as 12h, 7 pessoas já haviam sido presas.

De acordo com informações do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), os envolvidos criavam perfis de militares norte-americanos, médicos ingleses ou empresários europeus, com "fotos de homens de olhos azuis e de boa aparência" com o objetivo de vir para o Brasil e encontrar sua alma gêmea. "Mas para que isso se realize alegam precisar da ajuda da pretendente, que acaba transferindo suas economias para os golpistas", diz a Polícia Civil.

A operação foi desenvolvida pela equipe da 4ª Delegacia DIG (Investigações sobre Crimes Cometidos por Meios Eletrônicos) e conta com 91 policiais e 44 viaturas.

Ao todo, foram realizadas buscas em 16 locais na cidade de São Paulo, dois imóveis em de Santa Isabel, e uma casa em Osasco. O objetivo é recolher material utilizado nos golpes.