Instituto Hygia Assume Saúde De Santa Isabel E Reduz Salários

Instituto Hygia Assume Saúde De Santa Isabel E Reduz Salários

 

Segundo informações da Prefeitura de Santa Isabel, alguns profissionais da saúde tiveram a redução de 10% no salário. A alteração foi motivo de discussão durante reunião com a classe e a Secretaria de Saúde do município, na última terça-feira, 8.

De acordo com a prefeitura isabelense, o Instituto Hygia Saúde e Desenvolvimento Social passou a administrar a saúde o município nesta semana de forma emergencial, assumindo a administração de oito ESFs (Estratégia Saúde da Família) do município. A Organização Social substitui a Casa de Saúde Santa Marcelina, que deixou o município no último dia 4.

A redução dos salários de alguns profissionais da saúde de Santa Isabel se deve ao fato de a nova Organização Social não ser uma entidade filantrópica, ou seja, tem fins lucrativos e por conta disso, presta contas e paga todos os encargos para o Governo, o que acarretou na redução dos salários de alguns profissionais.

A prefeitura isabelense informou que o Instituto Hygia recebe mensalmente pouco mais de R$ 419 mil para administrar os programas de saúdeem Santa Isabel. Noentanto, o contrato com o insituto é em processo emergencial. A previsão é que a licitação para a contratação definitiva de uma O.S, esteja pronta no início do próximo ano.

Os Programas de Saúde da Família cobrem 53% do município e são responsáveis por atender de 3 mil a 4 mil famílias por mês. Os ESFs funcionam nas unidades básicas de saúde dos bairros Vila Guilherme, Cachoeira, Vila Nova, Jardim Eldorado, Novo Éden, Ouro Fino. Já o Programa de Agentes Comunitários funciona nas unidades do Jaguari e Pouso Alegre.

De acordo com a Chefe de Gabinete da prefeitura de Santa Isabel, Maricélia Santos, os cargos que tiveram redução dos salários são: auxiliar de enfermagem, Dentista, Enfermeiro, Escriturário, Gerente de ESF, Médico, Oficial de Manutenção e Vigia.

IMPASSE

Há duas semanas, a prefeitura isabelense realizou processo licitatório para a escolha de uma instituição, a qual deveria substituir a Casa de Saúde Santa Marcelina. Esta entregou a administração das unidades de ESFs no último dia 4 de dezembro.

Apenas duas instituições se interessaram pela administração dos oito postos de Estratégiaem Santa Isabel, sendo a Ideal Saúde, que atualmente administra a Unidade de Pronto Atendimento – UPA e a Associação Shozolwae.

Entretanto, a Ideal foi desclassificada, enquanto sua concorrente, sequer apresentou uma proposta, alegando falta de tempo.

Em maio deste ano, a Ideal Saúde participou de processo licitatório para assumir a administração da UPA. Na ocasião, a Organização social, assim com outra Instituição que concorreu no certame, foram desclassificadas por divergências durante a apresentação do plano de trabalho e critérios de valores.