Bairros São Esquecidos Após Programa De Zeladoria

Bairros São Esquecidos Após Programa De Zeladoria

O mato alto já cobre boa parte do escadão do Jardim Eldorado, também invadiu calçadas do Jardim das Acácias, enquanto vicinais do Jardim Portugal já estão tomadas por buracos. Esses são alguns dos problemas oriundos da falta de manutenção da prefeitura de Santa Isabel, que em meados de março do ano passado lançou um programa de zeladoria, o qual não deu continuidade.

O Programa lançado no início da gestão Fábia Porto foi denominado como “Prefeitura no Bairro”. A ideia era fazer a manutenção e zeladoria dos bairros de Santa Isabel, a partir de uma ação conjunta das secretarias municipais. Para tanto, um mutirão formado por funcionários braçais do poder executivo realizava serviços simples como podas de árvores, capinação, além da operação tapa buracos. Era uma forma de atender as necessidades de cada comunidade isabelense, porém, sem dar continuidade, moradores de diversos bairros voltaram a sofrer com a falta de manutenção.

Para moradores e frequentadores do bairro Jardim Portugal, o crescimento descontrolado de casas populares já evidencia a falta de ações por parte da prefeitura. Além de não realizar os serviços essenciais, como o de zeladoria, por exemplo, a municipalidade também faz vistas grossas para outros problemas tão graves quanto. É o caso de áreas verdes, invadidas sem qualquer resistência, o que têm transformado uma área a qual era considerada de sitiantes, em periferia.

“Na manutenção que a prefeitura fez aqui, em março do ano passado, eles cortaram todo o mato, taparam os buracos da estrada de terra e até um escadão construíram aqui ligando duas ruas. Agora, está tudo uma desordem”, disse a dona de casa Diná Pereira, 58.

O escadão citado por Diná oferece risco à população e não é apenas pela falta de manutenção por parte da prefeitura, mas também pela ausência de uma fiscalização. É que um morador demoliu uma residência ao lado da escada e com a queda da casa, parte da escadaria também cedeu, colocando em risco a vida de quem passa pelo local.

“Tem crianças e até idosos que sobem e descem por esta escada. Isso aqui é um risco, como se não bastasse o mato alto. Ninguém faz nada, ninguém arruma”, reclamou outro morador.

A caminho do Jardim das Acácias, a falta de calçadas também chama a atenção. São centenas de pessoas que caminham às margens da Avenida Barão do Rio Branco (Estrada do Monte Negro), dividindo espaço com carros. Enquanto isso, o mato já ocupa boa parte do que sobre de um suposto acostamento. Próximo a escola, lixo e entulho também fazem parte do cenário bem diferente do que se viu em outras ocasiões, quando a prefeitura realizou o serviço de manutenção no bairro.

“Não durou nada não. Depois que a prefeitura veio aqui, limparam tudo e até o ponto de ônibus foi pintado com ajuda da Prefeita Fábia, nunca mais retornaram. Agora é só mato que cresce e buraco que aparece”, disse o comerciante Douglas de Araújo.

PROGRAMA

Enquanto o programa atendeu alguns bairros do município, o propósito era gerar serviços de manutenção das vias, limpeza, recuperação de praças e canteiros, poda de árvores, manutenção de iluminação pública, sinalização de trânsito e calçadas.